23 junho, 2017

Comprando um chip (Sim) de celular

Ciao amici! Adquirir um chip (SIM) de celular e ativar um Plano aqui na Itália é muito semelhante a fazê-lo no Brasil: você terá a opção de contratar um plano, com valores fixos a serem debitados de sua conta corrente ou cartão de crédito todo mês, ou optar pelos planos pré-pagos, a base de recargas mensais. Para tanto, basta apresentar seu codice fiscale e um documento com foto.

Dica: quem deseja também trocar de aparelho, pode optar por adquiri-lo em conjunto com a assinatura de um plano mensal. Em alguns casos, o aparelho sai até de graça! Como no Brasil!

Via de regra, os planos te oferecem:

- Quantidade de minutos para falar com outros fixos e celulares;
- Pacote de SMS (sim! Os italianos ainda usam muito o SMS);
- Pacote de GB de dados.

Vale ficar atento às letras miúdas de cada plano. Alguns planos cobram alguns centavos (mas cobram!) para você atender a uma chamada. Fique atento! Para não ser tarifado ao receber chamadas, observe se seu plano é do tipo “senza scatto alla risposta”.

Preço

Todas as operadoras têm particularidades e uma ampla gama de produtos e serviços. Mas, em média, um plano com 400 minutos de voz para celular ou fixo, 400 SMS e 4 GB de Internet por mês custará 9,00 euros (valor de recarga, pré-pago).

Operadoras

As mais famosas e com a melhor cobertura em todo o território italiano são: Vodafone, Tim e Wind.



Minha lambancinha básica!

Chegando aqui na Itália pesquisei na internet um plano de celular que me oferecesse mais dados – queria fazer chamada de vídeo para falar com a família e amigos.

Encontrei um da Tre (3), operadora relativamente nova aqui na Itália e, portanto, um pouco menos conhecida. São 10 Gigas por mês por apenas 5 euros (wooowww!!!). Adorei a ideia e comprei o chip.

Porém, tal plano é EXCLUSIVAMENTE de dados! Não consigo fazer e nem receber ligações. Mesmo tendo saldo resíduo no celular (crédito)! Fui até a loja da Tre e me informaram que o chip fornecido na compra é inabilitado até para a troca de plano!

O que faltou na hora da compra?  Perguntar! Simples assim!

Ou seja, tive de comprar um novo chip e habilitar um novo plano, que me oferece também o serviço de voz, coisa básica, diga-se de passagem!

Vivendo e aprendendo! Bacione a tutti!

22 junho, 2017

Vídeo de Cesano Maderno, a minha cidade!

Buongiorno Ragazzi!!!

Hoje dei uma volta de bici pela cidade e fiz um vídeo time lapse!

Essa (linda) cidade é a que eu escolhi para morar!

Confere aí!

Cesano Maderno - Itália

Bacio!!!

21 junho, 2017

Ahhhh Roma!

Ciao a tutti!!!

O que falar de Roma?

Pra mim nem mil palavras definiriam, então deixo aqui algumas imagens!

Clique na Imagem para visualizar o vídeo.
Roma Itália europa viagem trip

Ou se preferir, acesse no Instagram:
https://www.instagram.com/p/BVnH-ykgErc/

Bacio!

19 junho, 2017

O serviço de saúde italiano

Buongiorno a tutti! Hoje vou contar um pouquinho sobre como foi fazer minha inscrição no sistema de saúde italiano. Aqui o sistema público de saúde é gratuito e pode ser utilizado pelo cidadão italiano após a inscrição anagráfica (leia o tópico onde explico aqui). Também é oferecido a todo cidadão estrangeiro em posse de um permesso di soggiorno (visto) válido.

Uma curiosidade: aqui, cada cidadão tem o seu médico. Algo parecido como o “médico da família” que existia no passado no Brasil. Para os adultos é designado um clínico geral e para as crianças até 14 anos um pediatra. Esse médico é a “porta de entrada” para que você possa marcar uma consulta com um especialista, realizar exames, etc.

Como se inscrever

Após fixar a residência no comune, em posse do protocolo de inscrição anagráfica, fui até o ASL da minha cidade (sigla de Azienda Sanitaria Locale). Apresentei também minha carta d’identità e meu codice fiscale. Para minha filha utilizei o passaporte italiano (já que ela ainda não tinha a carta d’identità) e o codice fiscale.

Após preencher nossos dados no sistema, a atendente leu para mim uma relação de médicos à disposição para nos atender. Clínico geral para mim e pediatra para a bambina, umas oito opções de cada.

Escolhendo o Médico

Como escolher entre todos aqueles nomes? Não sei! Sendo nova na cidade e mais, no País, não tinha referência de nenhum deles para fazer a minha escolha. A parte boa é que é possível mudar o médico se necessário. Optei então por escolher o que fosse mais perto da minha casa, que é no centro da cidade. Para a escolha da pediatra da minha filha, optei para que, além de perto de casa, fosse também uma doutora (vontade da bambina, a mamma faz).

A carteirinha da Tessera

Saí do ASL já com o protocolo da Tessera, contendo nosso número de registro e nossos dados pessoais. A carteirinha (como a da foto) chega em casa, dentro de alguns dias. O andamento da solicitação pode ser acompanhado por meio desse site AQUI:

Vida Saúde na Itália

Também recebi uma folha com os dados do médico, seu endereço e horários de atendimento.

Curiosidade: o cartãozinho do codice fiscale (plástico) já está sendo substituído em grande parte das regiões italianas pela carteirinha da Tessera. Como o documento da Tessera já possui a inscrição do codice fiscale, o governo entendeu não ser mais necessário expedir o cartãozinho do códice para os novos inscritos.

É clarooooo que ninguém quer ou espera ficar doente, mas que a garantia de poder utilizar os serviços de saúde dá uma super tranquilidade, ahhh isso dá!

Abbraccio!

Compre uma bici!

Salve amici! Com tantas coisas para organizar até colocar a vida nos trilhos, comprar um carro não foi uma prioridade na minha chegada aqui na Itália. As regras de aquisição, transferência de propriedade do veículo e seguro são bem particulares então resolvi deixar isso para um momento futuro.

Moro a cinco minutos andando da estação de trem que me leva com todo o conforto até Milão em 25 minutos. A outra linha me leva até Monza em 15 minutos (quando morava no Brasil levava 1h50 para chegar, também de trem e metrô, até o trabalho).

Longe de mim falar que não é necessário ter um carro. É sim e muito! A Itália é servida de excelentes estradas que conectam todas as regiões. Sem contar na comodidade de se locomover no seu tempo, sem depender de transporte público. O que quero dizer é que este também funciona bem, então as opções se expandem.

A ideia da bicicleta surgiu para sanar as necessidades dentro da própria cidade. Ir ao mercado comprar o jantar, buscar água no quiosque, ir ao correio, carregar o celular, ou simplesmente dar uma volta na cidade para tomar um gelato!

A grande maioria das cidades aqui na Lombardia, e digo com mais propriedade nas províncias de Milão e Monza, são extremamente planas. Ruas asfaltadas e ciclovias sinalizadas também facilitam muito as idas e vindas de bike! O italiano ama andar de bicicleta! E é muito comum ver gente de todas as idades pra cima e pra baixo com suas magrelas.

Preço

Tem para todos os gostos e bolsos! Das usadas a partir de 30 euros, que você pode encontrar em sites como o Subito (tipo de OLX bem popular por aqui) até as profissionais na casa dos singelos 4.500 euros. A minha adquiri no Carrefour, em uma promoção de 109,00 euros por 87,00 (aro 28, câmbio de seis velocidades).

Olha a carinha dela na foto! Ótima aquisição!

Vida na Itália

Bacione e até mais!


17 junho, 2017

Vem pro Insta!

Vida na Itália

Ciao Amici!!!

O blog também tem perfil no Instagram!
Quer ver fotos lindas do dia a dia na Itália?
Passa lá: Gis na Bota do Nonno

Abbraccio!

Tassa Rifiuti (taxa do lixo): oi?

Ciao! Quando dei entrada na inscrição da residência no comune (que você pode ler aqui), fui informada que deveria me dirigir ao setor de tributos para pagar a tassa rifiuti, ou seja, a taxa do lixo sólido urbano. Pensei: ebaaaa adoro pagar taxas, sqn!

Aqui na Itália essa é a taxa referente à coleta diferenciada do lixo e, portanto, destinada a uma excelente causa. Mas vamos por partes...

Morar na Itália

O primeiro passo é informar ao setor de tributos que agora você está residindo ali e, portanto, a cidade terá mais a sua família produzindo lixo. O atendente preencherá um formulário com seus dados, quantidade de pessoas que residem na habitação, informações do imóvel e data de início de sua residência na cidade.

O boleto que deve ser pago chegará em casa e, no caso da minha cidade, é pago todo mês de setembro. O valor é calculado com base nas características do imóvel (metragem) e no número de componentes da família e varia de 47,61 euros (para um só componente no núcleo familiar) a 244 euros (para famílias de seis ou mais componentes), valores corrigidos anualmente. Esse valor varia também de cidade para cidade. Importante salientar que a falta de pagamento da taxa do lixo pode acarretar multa entre 100 e 400 euros.

Retirando o kit da coleta

Feito o cadastro no comune você deve se dirigir até a empresa fornecedora do serviço de coleta diferenciada para retirar o seu kit. Aqui na província de Monza o serviço é realizado pela empresa Gelsia Ambiente. No meu caso foram entregues dois cestos plásticos para o armazenamento do lixo orgânico e de vidros e um jogo composto de 120 sacos plásticos coloridos, referente aos outros tipos de material a ser descartado. Recebi também uma cartilha explicando todo o processo da coleta diferenciada.

Morar na Itália

Divisões da coleta

A coleta é feita em dias previamente estipulados, sendo um dia dedicado a cada tipo de material. Existe uma regra para a disposição do lixo na rua: só posso colocá-lo do lado de fora da minha casa entre as 22h do dia anterior e 6 horas da manhã do dia referente àquele tipo de material. Na zona da cidade onde eu resido a agenda é a seguinte:
Morar na Itália

Secco: terças-feiras, coleta de resíduos indiferenciados como materiais não recicláveis, cds, dvds, brinquedos, e utensílios de plástico não biodegradáveis. Deve ser colocado no saco cinza;

Umido: quartas e sextas, coleta de lixo orgânico como restos de comida e cascas de fruta. Deve ser colocado em sacos biodegradáveis;

Multimateriale: quartas, coleta de embalagens plásticas, latinhas, embalagens tetrapak previamente lavadas e embalagens metálicas. Deve ser colocado no saco de lixo amarelo;

Vetro: sextas, coleta de garrafas e demais embalagens de vidro. Deve ser colocado no cesto plástico verde;

Carta: sextas, coleta de papéis como jornais, revistas e embalagens de alimentos. Deve ser colocado em uma caixa ou saco também de papel.

Curiosidade para quem ainda não veio à Itália: aqui o papel higiênico é descartado no próprio vaso sanitário, já que tanto a tubulação de esgoto das casas quanto o tipo do papel vendido nos supermercados são preparados para esse fim.

Diferente, né? Mas como disse anteriormente, todo esse empenho é por uma excelente causa: cuidar bem de nosso planeta!

Abbraccio!

Inscrição Anagráfica

Buongiorno!!! Como é boa a sensação de fazer parte da cidade que você escolheu para recomeçar a vida! Como falei para a minha mãe quando telefonei contando da inscrição da residência no comune: “Mãe, já faço parte do número de habitantes da cidade”!

Mas não é só isso: fixar residência no comune significa notificar ao Governo Italiano que eu não estou mais residindo no exterior (Brasil, onde estava até então inscrita no AIRE – Cadastro de Residentes no Exterior) e, portanto, tenho deveres e direitos como cidadã dessa cidade.

Procedimento para fixar residência

De posse do contrato de aluguel da casa, devidamente registrado na Agenzia delle Entrate da minha província, (você pode ler mais sobre a minha experiência ao alugar a casa aqui) fui até o setor anagrafe da minha cidade. Apresentei também minha carta d’identità italiana, o passaporte italiano da minha filha e nossos códices fiscale.

Preenchi então um módulo (foto) fornecido pelo funcionário com nossos dados pessoais e com os dados do imóvel onde resido. Lembrando que, no caso de estrangeiros, são também solicitados o permesso de soggiorno válido e o passaporte.

Morar na Itália
Módulo de Inscrição Anagráfica
O procedimento é totalmente gratuito e deve ser feito em até 20 dias após a assinatura do contrato de locação, ou seja, quando você passa a residir na cidade. O tempo para a conclusão de todo o processo leva até 45 dias, sem a necessidade de uma confirmação por parte do comune.

Dica: o fornecimento de um protocolo do ato de inscrição varia de comune para comune. Na minha cidade não é fornecido nenhum tipo de protocolo. Porém, como meu próximo passo seria requisitar nossas tesseras sanitárias, a atendente gentilmente fez uma fotocópia do meu formulário e carimbou para que eu pudesse utilizá-lo como comprovante da inscrição anagráfica, grazie mille moça da anágrafe!

Quem reconheceu a cidadania aqui na Itália lembra bem como é importante e especial esse momento!

Mais uma conquista na nova vida!

Bacione!

Alugando um imóvel na Itália

Morar na Itália

Ciao Amici! Aqui na Itália existem alguns tipos de contrato de locação (affitto) de imóveis. Como existem particularidades entre eles e é preciso aprofundamento no assunto, vou contar a minha experiência na locação da casa.

Como escrevi anteriormente (neste post aqui), vim para a Itália com casa reservada por 60 dias pelo Airbnb e me programei para alugar um apartamento nesse período. Para minha sorte consegui um aluguel já nos primeiros 20 dias e a partir daí consegui fixar minha residência na cidade, matricular minha filha numa escola perto da nova casa e solicitar nossas tesseras sanitárias para usufruir dos serviços de saúde do governo italiano.

Por que sorte? Porque os proprietários são extremamente resistentes a alugar para quem ainda não tem trabalho por tempo indeterminado! Ou você mostra seu holerite ou a conversa fica bem mais difícil. A situação se complica ainda mais por ter criança na família. A lei italiana é extremamente a favor dos inquilinos se a família possui crianças e uma possível ação de despejo poderia levar até dois anos, tudo pago pelo proprietário!

No meu caso, que vim sem trabalho imediato, a saída foi propor o pagamento de alguns meses de aluguel adiantados. Com isso, o proprietário fica mais seguro e você tem a oportunidade de ajeitar as coisas até conseguir um emprego. Cada caso é um caso, mas para mim foi uma boa saída.

Tipos de Imóvel

Apartamentos são muito comuns aqui na Itália. Mas não o tipo de apartamento que conhecemos no Brasil, de 50 metros quadrados em prédios de 30 andares. As casas aqui normalmente são sobrados, largos e geminados, onde em uma só construção vivem em média seis famílias.

São divididos em bilocale (cozinha e mais um cômodo), trilocale (cozinha e mais dois cômodos), quadrilocale e por aí em diante. Banheiro e área de serviço não entram na nomenclatura dos “locales” e normalmente a sala de estar se faz no mesmo ambiente da cozinha.

Outra prática bem comum por aqui é alugar a casa já mobiliada, ou pelo menos com a cozinha montada. Minha cozinha já estava montada com: geladeira, freezer, fogão (bocas), forno, lavadora de pratos e a pia, além do armário planejado com portas, prateleiras e gavetas. A economia é bem grande ao se alugar a casa com a cozinha já mobiliada. Só para mobiliar com esses itens seria necessário um investimento de cerca de quatro mil euros.

Composição do preço

Fiz o aluguel da casa com uma corretora de imóveis, para o período de 4 anos, renováveis por mais 4 anos (modalidade mais frequente aqui na Itália) e os valores foram:

- os meses pré-acordados de aluguel adiantados (em vista da falta de comprovante de trabalho). A quantidade de meses aqui é uma questão de acordar com o proprietário e por isso não existe uma regra;
- 3 aluguéis em forma de calção (a serem devolvidos no final do contrato). Isso é uma garantia do proprietário que eu manterei o imóvel sempre bem conservado;
- 10% do valor do contrato (dos meses antecipados) de comissão ao corretor de imóveis;
- registro do contrato gratuito (modalidade cedolare secca).

Registro do Contrato

Vale lembrar que, para que o contrato tenha valor legal na hora de fazer a ligação do gás, da luz e inscrição na anagrafe, o mesmo deve estar registrado na Agenzia delle Entrate da sua província. Tive de apresentar esse comprovante em todos os contratos que realizei.No meu caso, esse registro foi feito diretamente pelo site da Agenzia e levou 48 horas úteis para ser concluído. A obrigação desse registro é do proprietário.

Como disse no início da postagem, cada tipo de contrato tem suas particularidades. Por isso, informe-se bem!

Abbraccio ed arrivederci!

16 junho, 2017

Lugano: um pedacinho da Suíça no quintal de casa

Buongiorno! Uma das maiores motivações que me fizeram largar tudo no Brasil e vir morar na Europa foi a possibilidade de viajar para outros lugares da U.E.! A ideia de pegar um trem ou um voo de uma, duas horas, e estar em Paris, por exemplo, me anima D-E-M-A-I-S!

Meu primeiro destino “internacional” foi Lugano, cidade suíça localizada há 26 km da divisa com Como na Itália, com 65 mil habitantes que falam... italiano! O que facilitou muito a comunicação para quem não arranha nada de alemão.

Turismo Viagem Suíça Itália

Como chegar

Partimos da estação de Seregno, que é a mais próxima da minha casa, com o trem RE 10. Esse trem parte da estação Milano Centrale e têm como destino Erstfgeld na Suíça. Faz parada nas estações italianas de Monza, Seregno e Como San Giovanni, e em Chiasso, Mendrisio e Lugano (essas três últimas já na Suíça).

Turismo Viagem Suíça Itália

Saímos de Seregno pontualmente às 8:31 e chegamos em Lugano às 9:19 (exatos 48 minutos). O bilhete não pode ser adquirido pela internet ou pelo app, apenas na bilheteria das estações. O valor para esse trecho é de 25 euros (ida e volta/adulto) e 13 euros (ida e volta/criança até 14 anos).

Turismo Viagem Suíça Itália

Dica: não se esqueça de levar o passaporte ou carta d’identità! Apesar de ser perto e não ser necessário fazer imigração (estamos na União Europeia) você entrará em outro País. Tenha um documento de identificação.

Estação de Lugano

Amo a arquitetura das estações! E a de Lugano, apesar de simples, não decepcionou! A estação é muito bem sinalizada, de onde partem trens para outras cidades suíças como Zurich. Algumas lojinhas fazem parte do complexo: uma farmácia, uma loja de conveniência e, claro, uma loja de chocolates suíços.

Turismo Viagem Suíça Itália

A estação fica na parte da alta da cidade. Para chegar ao grande atrativo que é o Lago de Lugano é possível descer por entre as casas e vielas da cidade (essa foi nossa opção) ou pegar o funicular que leva até a orla em apenas 3 minutos. O funicular custa 1,50 francos.

Turismo Viagem Suíça Itália

Turismo Viagem Suíça Itália

Orla do Lago de Lugano

Apenas sente num banquinho e desfrute da vista. A orla do Lago di Lugano é simplesmente linda! As pessoas praticam corrida na orla, os barcos atracam e partem a todo o momento, pedalinhos e motoscafos completam a paisagem, juntamente com os Porsches, Audis e Ferraris que desfilam glamourosas na avenida da orla.

Turismo Viagem Suíça Itália

Turismo Viagem Suíça Itália

Você verá também as barraquinhas de souvenir e de gelato! Mas prepare-se para os preços! Um gelato de uma bola no copinho sai por 3,00 francos, um panino de presunto e queijo sai por 6,50 francos e uma coca cola de 600 ml por 3,50 francos. Esse lanchinho básico fica em 13 francos, algo como R$ 46,00 (sim, quarenta e seis reais por um lanchinho, uma coca e um sorvete de uma bola). A saída? Pic-nic no parque!

Parco Civico di Lugano

No final da orla, sentido esquerdo do Lago, está o Parque Civico. Fomos em junho então a primavera nos apresentou um parque todo florido e um dia de muito sol e calor! O parque acompanha todo o Lago o que faz a paisagem ficar deslumbrante.

Turismo Viagem Suíça Itália

Turismo Viagem Suíça Itália

Turismo Viagem Suíça Itália

Os grandes gramados são o lugar ideal para tomar sol e as sombrinhas das árvores a melhor opção para o pic-nic. Ao norte do parque deságua o rio Cassarate. Uma faixa de cascalho vira rapidamente uma prainha onde os visitantes se refrescam no lago e se bronzeiam. Mas a água é gelada, bem gelada, muuuito gelada!

Turismo Viagem Suíça Itália

Turismo Viagem Suíça Itália

Os cisnes são uma atração à parte. Mais de dez casais circulam entre as pessoas, já acostumados aos mimos, pãezinhos e sementes de girassol. Também existem marrecos e dezenas de pássaros de espécies diversas.

Turismo Viagem Suíça Itália

Dentro do parque estão a Biblioteca Pública, o Museu de História Natural e uma escola de ensino médio.

Turismo Viagem Suíça Itália

Turismo Viagem Suíça Itália

Claro que no inverno a paisagem é outra e tudo fica bem cinza quando está embaixo da neve. Eu gosto muito do verão e do sol, mas a beleza da paisagem no inverno é também inquestionável!

Abbraccio e arrivederci!