27 setembro, 2017

La Scuola Italiana: minhas primeiras impressões sobre a escola na Itália

Buongiorno!

Vir para a Itália em definitivo foi um processo de tomada de decisão e muito planejamento. E o fator de maior peso e importância para mim foi, além do trabalho, a inserção da minha filha na escola italiana.

Um ano e meio antes de nos transferirmos, minha filha começou a frequentar um curso de italiano no Brasil. Porém, muito também por conta da idade dela (9 anos na época), a didática do curso sempre foi muito lúdica. É clara a importância desse primeiro contato com a língua que ela teve ainda no Brasil: já sabia as cores, animais, principais frases de apresentação e alguns verbos. Mas não posso dizer que ela veio para a Itália falando o italiano.

Dito isso, a decisão da transferência teve essa preocupação: ela entrará no quinto ano de uma escola sem falar o idioma. Uau! Assusta! Ainda mais porque não encontrei muitas informações na internet antes de vir. O que li muito no site do Ministério da Educação Italiano (site MIUR) foi acerca de uma constante preocupação do governo em inserir as crianças na cultura italiana e muitas ações voltadas para o aprimoramento e capacitação dos professores. E assim viemos!

No dia 7 de setembro a minha bambina começou na escola. Hoje, com apenas 20 dias, já colho algumas primeiras impressões que compartilho aqui:

Escola na Itália


Modalidade da Escola

Minha filha frequenta uma escola estatal, que compõe um Instituto Compreensivo da cidade onde resido. Desse Instituto fazem parte uma escola da infância (inferior à primeira série), três escolas primarias, incluindo a da minha filha (da primeira à quinta série, correspondente ao ensino fundamental I do Brasil) e uma escola secundária de primeiro grau (da sexta à nona série, correspondente ao ensino fundamental II do Brasil).

Horário Escolar

De forma facultativa, os pais escolhem entre período normal e estendido. O normal inicia às 8:30 e termina às 12:30 com 15 minutos de pausa. O estendido termina às 16:30 com 15 minutos de pausa e duas horas de almoço.

Facilidades Referentes ao Horário

Pais que precisam podem optar pelo pré e pós escola, ou seja, as crianças podem ainda entrar uma hora mais cedo ou saírem uma hora mais tarde, de acordo com a necessidade dos pais e opção pré solicitada à escola.

Almoço

Escola na Itália


A mensa, ou o almoço na escola, é um dos fatores que mais me chamou a atenção até o momento. Desde o primeiro dia de aula que minha filha volta para casa elogiando muito o sabor e a diversidade do cardápio. Essa semana recebi o menu do almoço e algumas coisas me chamaram bastante atenção.

Recebi por meio da agenda uma circular sobre o serviço de restaurante da escola, que faz questão de evidenciar que o menu é desenvolvido e validado pelo Ministério da Agricultura Italiano, pelo Instituto Nacional de Nutrição da Itália e pelo Departamento de Saúde da Região da Lombardia.

Nesse mesmo material recebi instruções sobre as demais refeições que ela faz em casa: café da manhã e jantar. As instruções são relacionadas à quantidade de calorias que devem ser ingeridas por refeição para a idade dela, assim como quais tipos de alimentos devem ser consumidos visando o equilíbrio do consumo de proteínas, carboidratos, fibras, etc.

Além disso, recebemos também o menu do ano que se divide em cardápio de inverno (onde os pratos são diferentes todos os dias da semana e só se repetem depois de oito semanas) e o cardápio de verão (onde os pratos também são diferentes todos os dias e só se repetem depois de quatro semanas).

Todos os dias as refeições são compostas por um primeiro prato (massas, risotos, polenta, sopa), pelo segundo prato (carne, peixe ou frango), além do contorno (legumes e pães) e da salada (verduras, batata, tomate, mussarela) e uma sobremesa (bolo, fruta, sorvete, iogurte).

O valor que se paga é de 4,80 euros por ano, ou seja, menos de 20 reais por ano! As famílias com renda inferior à 15 mil euros por ano podem também solicitar a isenção do pagamento da mensa, mediante apresentação de imposto de renda.

Também é possível fazer solicitações junto à secretaria escolar de opções por cardápios diferenciados, como por exemplo para crianças vegetarianas, crianças com restrições religiosas à determinados alimentos ou mesmo restrições alérgicas.

Material escolar e Livros

Os livros didáticos são financiados pelo Governo Italiano. São solicitados antes do ínicio das aulas  de forma gratuita em papelarias credenciadas para recebê-los e entregá-los aos pais, por terem acordo com os órgãos estatais de educação e com os livreiros.

A lista de material, bastante simples se comparada à do Brasil é composta basicamente por cadernos (de pauta e quadriculados), folhas de pauta e quadriculadas e itens para uso diário como canetas, lápis, borracha, lápis de cor, régua, tesoura e compasso. A relação completa da lista de material escolar da minha filha (quinto ano) saiu por 54 euros.

A agenda é fornecida pela escola e de muito boa qualidade por sinal.

Escola na Itália


Uniforme

Para a alegria das crianças e desespero dos pais, as crianças não têm uniforme! Usa-se apenas um tipo de avental preto por cima da roupa, o famoso "grembiule". No início odiamos (eu e minha filha), mas agora já estamos acostumadas. Todas as crianças usam a capa (ou avental, ou jaleco) que ajuda bastante a proteger a roupa dos respingos de tinta ou comida. Vou confessar que nunca tinha visto a peça e fiquei bastante resistente no começo (rs), parece algo muito anos 20 na primeira impressão. 

Fonte: EBay
"Grembiule": avental usado pelas crianças na escola em substituição aos uniformes
Pullman

O ônibus escolar, chamado por aqui de pullman ou scuolabus é outra facilidade oferecida aos pais que não podem pegar ou deixar as crianças na escola. O valor anual é de 262 euros e deve ser solicitado diretamente no comune por meio de módulo de serviços.

Outras curiosidades

Todo dia minha filha tem meia hora (no mínimo) de acompanhamento da tutora no que diz respeito ao aprendizado da língua. Além de frequentar todas as matérias juntamente com as demais crianças ela recebe a atenção da pedagoga para agilizar o aprendizado da língua italiana até ela estar fluente no idioma.

A Itália tem um esforço muito grande em inserir as crianças estrangeiras na escola, assim como na cultura e vida italiana em geral. Por isso, existe um limite máximo de 20% de alunos estrangeiros ou com dupla cidadania que ainda não dominam o idioma por turma. Na sala da minha filha são 22 crianças sendo ela ítalo-brasileira, duas paquistanesas e um chinês. Os outros 18 alunos são italianos.

Também por essa diversidade e realidade italiana na absorção de crianças de outras culturas as aulas de religião católica são opcionais. Por sermos católicos, minha filha frequenta normalmente essas aulas, mas as crianças paquistanesas, por exemplo, fazem nesse período outros tipos de aulas eletivas.

Bom, como falei, essas foram as primeiras impressões dos primeiros (APENAS) 20 dias de aula. Conforme for fazendo novas descobertas, compartilho por aqui!

Arrivederci!

26 setembro, 2017

Um passeio na encantadora Cidade Alta di Bergamo

Ciaooo!!!

Quem vive em Milão ou está passando férias na região norte da Itália pode desfrutar de uma experiência encantadora ao visitar a cidade de Bergamo.


Visitar Bergamo Cidade Alta
Vista da Cidade Alta de Bergamo

A cidade de 120 mil habitantes está localizada há apenas 50 km de Milão e oferece uma inesquecível experiência em clima medieval.


Bergamo Cidade Alta


A cidade de Bergamo é dividida em Cidade Baixa, onde está localizado o centro financeiro e comercial local e Cidade Alta, muito procurada por turistas do mundo inteiro e circundada por muralhas venezianas que datam do século XVI e hoje são declaradas Patrimônio Mundial da Unesco.

Visitar Bergamo Cidade Alta
Cidade Alta de Bergamo
Visitar Bergamo Cidade Alta
Cidade Alta de Bergamo


Como chegar

Partindo de Milão, de carro, é possível chegar à Bergamo pela Autoestrada A4 – Torino-Trieste. Chega-se pela Cidade Baixa e pode-se atingir a Cidade Alta também de carro, Os estacionamentos na Cidade Alta são escassos e a pagamento e a maioria das vagas são destinadas aos moradores locais e comerciantes.

É possível chegar a Cidade Alta com um Funicular, operante há mais de 120 anos, pelo valor inicial de 1,30 euro (que pode ser também combinado com outros meios de transporte como tram e ônibus). O percurso do Funicular é de 240 metros, obedecendo uma altura de 85 metros até atingir a Cidade Alta.

A pé, chega-se à Cidade Alta em aproximadamente 30 minutos, percorrendo cerca de 2 quilômetros e uma altitude total de 115 metros, partindo do centro da Cidade Baixa.


Bergamo Cidade Alta


O que ver

É inquestionável que o ápice da visita a Bergamo seja a vista das muralhas que circundam toda a Cidade Alta. Com uma extensão de seis quilômetros, as muralhas são legado da tentativa da Republica Veneziana, nos idos de 1560, em se proteger dos ataques de seus inimigos. E a tentativa deu certo. Os muros de Bergamo permaneceram intactos ao longo da história quase que em toda sua extensão.

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta


As vielas da Cidade Alta, muitas vezes pavimentadas com pedras, conferem a atmosfera medieval que faz a cidade esbanjar romantismo.


Bergamo Cidade Alta


Bergamo Cidade Alta


Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta



Não deixe de apreciar a arquitetura interna e externa do Duomo e da Basilica di Santa Maria Maggiore. A Basílica tem verdadeiras obras primas pintadas em todo o teto e nas paredes, algumas delas originais que datam da época de sua construção em 1137 e podem ser vistas através da proteção de vidros. A Basílica foi uma forma de agradecimento a Santa Maria por parte dos cidadãos de Bergamo após a peste que desolou a Europa naquela época.

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta


Outro atrativo da cidade é a Piazza Vechia, que além de encantar por sua arquitetura também recebe apresentações artísticas e eventos culturais da cidade.

Visitar Bergamo Cidade Alta

Visitar Bergamo Cidade Alta


Claro que não é possível prever as condições climáticas, mas quanto mais claro estiver o dia mais será a visibilidade da cidade de Bergamo vista a partir das muralhas da Cidade Alta.

Visitar Bergamo Cidade Alta



Arrivederci!

25 setembro, 2017

Posto de Combustível Self-Service na Itália

Buongiorno a tutti!!!

Assim como outros serviços aqui na Europa, abastecer o combustível da nossa "macchina" pode ser feito também na forma self-service nos postos italianos.

O que pode parecer meio complicado no começo é bem simples e o melhor: custa menosSim, abastecer seu próprio carro te dará alguns centavos de desconto no valor do combustível. Ou melhor, usar o serviço de frentista do posto acaba por encarecer o valor total do produto.

A dica é sempre prestar atenção na hora de entrar no posto, visto que as bombas específicas para o auto-atendimento estarão marcadas com a expressão self-service. Do contrário, o frentista virá e fará o serviço para você.

Resumidamente, existem três formas de abastecer o próprio carro:

1) Realizar o pagamento na máquina com o valor do abastecimento desejado (muito parecido a um caixa eletrônico bancário) e liberar a bomba para o abastecimento;

2) Realizar o abastecimento no valor desejado e se dirigir à loja de conveniência do posto para realizar o pagamento (aqui, também pode acontecer o inverso: primeiro paga e depois abastece);

3) Realizar a liberação da bomba por meio do cartão de crédito ou dinheiro e liberar a bomba para abastecimento, sem necessariamente pré determinar o valor. Essa modalidade explico no passo a passo a seguir:

Passo 1:
Ao estacionar o carro próximo à bomba self-service, dirigir-se à máquina de pagamento. Escolher a bomba, inserir o cartão e digitar a senha. Não será solicitado o valor do abastecimento.

Abastecer o carro na Itália


Passo 2:
Na bomba selecionada, escolher o tipo de combustível (benzina, diesel, etc.). Retirar a mangueira e proceder com o abastecimento, acompanhando no visor da bomba o valor e a litragem parciais.

Abastecer na Itália



Passo 3:
Ao concluir o abastecimento com o valor desejado realocar a mangueira no bocal da bomba e retirar o recibo de pagamento na máquina de auto atendimento.





Vale lembrar que em muitos casos, seja durante a noite ou em postos de combustível localizados em lugares mais isolados, não existem frentistas, apenas a opção de auto atendimento.

Abbraccio ed arrivederci!

15 agosto, 2017

De Milão a Turim, a “Paris Italiana” (Parte 2)

Salve!

Viajar de Milão para Turim é uma excelente opção de passeio de um dia. O trajeto, curto e fácil, contei AQUI. Visitei Torino em agosto, portanto no ápice do verão italiano. O dia estava claro, com ótima visibilidade, o que favoreceu muito a vista da cidade do alto do Monte dei Cappuccini.

Italia Turim Mole Torino

Italia Turim Mole Torino


Monte dei Cappuccini

É ali que fica também a Chiesa di Santa Maria del Monte dei Cappuccini. De frente para a igreja é possível ter uma visão do alto da cidade de Torino em 180 graus. É possível chegar de carro ou também (com muito fôlego) a pé. No mesmo complexo funciona ainda o Museo Nazionale della Montagna e o Club Alpino Italiano, acervo com documentos da região das montanhas, como Monte Bianco. A vista, que é um espetáculo, é moldada pelo Rio Po e tem como destaque a torre da Mole Antonelliana.

Italia Turim Mole Torino


Mole Antonelliana

A Mole será seu ponto de referência em Turim. Isso porque sua torre com 167 metros de altura pode ser vista a partir de diversos locais da cidade de Turim. Vamos dizer que a Mole está para Torino como a Torre Eiffel está para Paris.

Sua construção aconteceu entre os anos de 1863 e 1897 e inicialmente deveria ser uma sinagoga. A Mole é o edifício de alvenaria mais alto da Europa.

No complexo se localiza o Museu Nacional do Cinema. O bilhete, que custa 14 euros, dará acesso ao museu, ao elevador panorâmico que leva (em apenas 59 segundo!) até a parte mais alta da construção e à saída da cúpula para apreciar a cidade de Torino de forma panorâmica. Vale lembrar que a saída da cúpula está sujeita à boa condição climática no dia da visita.

Na construção há também um restaurante da rede Eataly.

Italia Turim Mole Torino

Italia Turim Mole Torino

Italia Turim Mole Torino


Piazza Vittorio Veneto

Eu adoro praças! Então elas para mim são verdadeiros pontos de atração que devem ser vistos. No caso da Piazza Vittorio Veneto, o que chama a atenção é a arquitetura do início do século XX (também chamada de arquitetura fascista).

Os bondes que cruzam a praça são um atrativo à parte. Conferem uma atmosfera tradicional e de “filme antigo”, mas estão em pleno funcionamento e são extremamente úteis na locomoção da população local e dos turistas.

Italia Turim Mole Torino

Italia Turim Mole Torino

Italia Turim Mole Torino


Fiume Po (Rio Po)

O maior Rio da Itália nasce nos Alpes italianos, percorre uma extensão de mais de 650 km e deságua no Mar Adriático, há aproximadamente 50 km de Veneza.

É inegável que o Rio Po confere uma atmosfera romântica e elegante à cidade de Turim.

Italia Turim Mole Torino

Italia Turim Mole Torino


Parco Vallentino

Com 421 mil metros quadrados de área verde e limitado em sua extensão leste pelo Rio Po, o Parco Valentino é o parque público mais importante da cidade de Turim e o mais visitado pelos turistas.

Seu nome seria uma referência ao santo padroeiro dos apaixonados, San Valentino. Documentos mostram que, possivelmente, havia uma capela com relíquias do Santo ali, por volta do ano de 1700. Barrillet-Dechamps, famoso paisagista francês, foi o responsável por transformar o terreno no parque como se conhece hoje.

Durante a visita foi possível ver dezenas de esquilos que, já acostumados aos turistas, se aproximam com facilidade. Em meio a fontes, monumentos e estátuas é possível fazer uma bela caminhada ou apenas relaxar à sombra de suas árvores. A entrada é gratuita e vale muito o passeio.

Italia Turim Mole Torino

Italia Turim Mole Torino

Italia Turim Mole Torino


Dentro do parque também está o Castello del Valentino, que desde 1997 é Patrimônio Mundial da Unesco.

Hoje a construção abriga cursos de graduação do Politécnico de Torino, mas já foi residência de importantes famílias reais como os Bourbon e os Savoia.

Italia Turim Mole Torino


Buona giornata ed arrivederci!

De Milão a Turim, a “Paris Italiana” (Parte 1)

Ciao Amici!!!

Torino, ou Turim em português, é a capital da Região do Piemonte e a quarta cidade mais populosa da Itália, com mais de 900 mil habitantes. Quando se fala em economia é a terceira maior, ficando atrás apenas de Roma e de Milão.

A cidade, que fica há 140 km de Milão, está também há apenas 110 km da divisa com o sul da França.  

Turim é conhecida como a “Pequena Paris”, ou a “Paris Italiana”. Isso devido à sua arquitetura, disposição das praças e avenidas, pequenos cafés ‘vintage’ e, principalmente, por conta de suas luzes noturnas que dão um ar romântico e saudosista à cidade.

Torino Turim Itália
Piazza Vittorio Veneto (Wikipedia)

Torino Turim Itália
Piazza Castello (Wikipedia)

Viajei de carro, a partir de Milão, e nas minhas viagens por aqui costumo sempre planejar com o site ‘Calcolo Percorso’ (http://calcolopercorso.it/it). O site faz uma simulação do gasto que se terá no percurso, levando em conta as variáveis de quilometragem, tipo de combustível e pedágios. É possível alterar rotas, simular diferentes caminhos e conhecer o gasto final do percurso.

Torino Turim Itália
Cálculo do percurso de Milão a Turim

De acordo com a ferramenta, no trajeto de Milão a Turim, o percurso de 146 km será realizado em aproximadamente 1 hora e 48 minutos. O valor do pedágio é de 15,60 euros e, utilizando o diesel (é possível alterar para gás ou benzina), o custo com o combustível será de 9,13 euros. O total da viagem, para um  passageiro, é de 24,73 euros.

Só para registrar, o valor final estipulado pelo site foi EXATAMENTE o que eu gastei e refere-se à ida. Ida e volta foram 49,46 euros (ou 16,49 por pessoa, já que viajamos em três).

Viagem de Carro:

O percurso de Milão a Torino é realizado pela autoestrada A4 (Torino-Trieste), direção oeste (A4/E64). Do percurso total, do centro de Milão ao centro de Turim, 125 km dos 146 km são de autoestrada! Com velocidade máxima de 130 km/h o caminho é plano, reto e acontece paralelo às gigantescas montanhas dos Alpes, o que confere uma visual magnifico se o dia estiver aberto e com boa visibilidade. A autoestrada é perfeitamente conservada e bem sinalizada. Resumidamente padrão Europa, o que ainda surpreende a novata aqui! Portanto, ligue seu rádio, coloque suas melhores musicas e desfrute do conjunto perfeito da viagem.

Viagem de ônibus (FlixBus):

Quem ainda não conhece, tem de conhecer a FlixBus. A empresa de ônibus de viagem (pullman, em italiano) opera em mais de 20 países oferecendo preço justo e conforto em seus mais de mil destinos. Os ônibus são equipados com televisores, wifi gratuito (150 MB por trecho) e tomadas para recarregar laptops e celular.

De Milão a Torino e vice-versa, a bordo do FlixBus, a viagem sairá por 17,80 euros por pessoa, conforme simulação abaixo. Lembrando que o tempo de viagem é o mesmo que de carro, ou seja, aproximadamente 1 hora e 50 minutos.

Torino Turim Itália
Simulação do Site FlixBus

Viagem de trem:

Uma terceira opção para o percurso é utilizar a Trenitalia. E, de trem, podemos fazer duas escolha:

Escolha 1: realizar a viagem com trens regionais. Essa opção, ida e volta, sai por 19,80 euros por pessoa. Porém, o trem é ‘parador’ como brincamos por aqui. Ele levará 2 horas e 3 minutos exatamente por ir parando nas estações intermediárias.
Torino Turim Itália
Simulação Trem Regional

     Escolha 2: viajar com a opção de trens de alta velocidade, o FrecciaRossa. Nessa modalidade o trajeto, que de carro e ônibus leva 1h50, será feito em apenas 60 minutos! O inconveniente, entretanto, está no preço: salgados e incríveis 66 euros por pessoa ida e volta.
Torino Turim Itália
Simulação FrecciaRossa - Trem de alta velocidade

    Confira no próximo post as principais atrações turísticas de Turim!

    Alla prossima!