26 abril, 2018

Sacro Monte di Varese e Parco Campo dei Fiori – Passeio de um dia

Ciao!

Dessa vez nosso objetivo turístico foi fugir da cidade e conhecer uma área imersa no verde, há 1 hora de Milão: o Parco Campo dei Fiori em Varese. A região, que fica há 60 km de Milão e há apenas 11 km da fronteira com a Suíça é circundada por montanhas, vegetação de bosques e fauna nativa.

Sacro Monte di Varese


O destaque fica para a localidade conhecida como Sacro Monte di Varese, patrimônio mundial da humanidade da UNESCO desde 2003, mas cuja construção iniciou-se em 1600. O caminho, de pedras e extensão de cerca de 2 quilômetros de subida, atrai peregrinos de toda a Itália desde a idade média, mas é também uma atração aos apreciadores da arte e da arquitetura neoclássica.

Sacro Monte di Varese



O que atrai os visitantes é a perfeita conexão entre natureza e a construção do homem. No alto dos 844 metros do monte encontra-se o vilarejo de Santa Maria del Monte e uma oferta limitada (e por isso uma atmosfera acolhedora) de hotéis, restaurantes e museus, além de uma vista deslumbrante de toda a pianura padana, onde está inserida a cidade de Varese.

Museo Lodovico Pogliaghi
Um dos poucos restaurantes no alto do Sacro Monte

Sacro Monte di Varese
Hotéis e pousadas também são restritos

23 abril, 2018

Bologna: a bellissima “Cidade Vermelha” – Passeio de um dia

Ciao a tutti!

Há tempos que queria conhecer Bologna, cidade de 390 mil habitantes famosa por suas universidades e arquitetura única! A Universidade de Bologna é, inclusive, a mais antiga do mundo ocidental, fundada em 1088. Bologna é uma das cidades com o centro histórico mais preservado na Itália.

Conhecida como “Cidade Vermelha”, devido à cor dos tijolos predominantemente utilizados na construção de seus edifícios, Bologna é a capital da Região da Emilia Romagna e abriga centenas de palácios históricos, sede de diversas universidades, museus, bibliotecas, teatros e centros econômicos, culturais e políticos.

Bologna
Torre degli Asinelli, um dos principais pontos turísticos de Bologna

Como chegar

Fomos de ônibus até Bologna (presente de uma amiga que me acompanhou nessa passeggiata) com a empresa Flix Blus. O percurso foi de aproximadamente 2 horas e 20 minutos, partindo de Milão.

22 abril, 2018

Curiosidade: tomadas e voltagem aqui na Itália!

Olá pessoal!

Quem está de mudança para a Itália ou vem a passeio deve se recordar, dentre milhares de outras coisas (eu bem sei, rs) de uma pecinha fun-da-men-tal para nossa sobrevivência tecnológica e moderna: o adaptador de tomada!

Isso porque aqui na Itália o padrão de tomadas é diferente do Brasil. Na verdade é bem próximo ao que tínhamos no Brasil há um tempo atrás, de dois (ou três) pinos alinhados, porém com diâmetro um pouco maior, e não aquele de três pinos com uma curvatura.

Padrão de Tomada na Itália
Padrão aqui na Itália

Padrão de Tomada na Itália
Padrão atual do Brasil

Equipamentos mais recentes com tomadas como essa da foto acima, por exemplo de secador de cabelo, chapinha, barbeador e notebook simplesmente não irão entrar nas tomadas aqui.

20 abril, 2018

BikeMi: uma dica super legal para andar de bicicleta por Milão


Ciao a tutti, come va?

Aqui na Europa as pessoas das grandes cidades têm um costume que eu simplesmente adoro: se locomover em bicicletas! E, apesar de não sermos uma Amsterdã com mais bicicletas que pessoas (rs), aqui na Itália não é diferente! Para quem vem a Milão, uma ótima dica é o aplicativo de “bike-share”, ou seja, compartilhamento de bicicletas, BikeMi.

Seja para turistas que desejam conhecer a cidade em curtos trajetos ou para os residentes que se locomovem no dia a dia, o compartilhamento de bicicleta é uma alternativa interessante: são mais de 4.600 bicicletas, entre as modalidades tradicional e elétrica, espalhadas em pontos de retiro por toda a cidade.

Aplicativo de Compartilhamento de Bicicletas em Milão


Aplicativo
O primeiro passo para ter acesso às bicicletas é fazer o download e se cadastrar no aplicativo BikeMi. É por meio dele que você realizará o pagamento, a liberação da bicicleta e obter qualquer outro tipo de informação que precise.

Curiosidade: como viajo entre Itália e Brasil com dupla cidadania!


Ciao ragazzi!!

Hoje o post é bem curtinho, apenas para contar uma curiosidade!

Passaporte Italiano


Quando vou ao Brasil à passeio e volto para a Itália, que é onde resido, não recebo carimbos no meu passaporte ao passar pela imigração seja na Europa, seja no Brasil.

E o motivo disso é muito simples, mas gera curiosidade e dúvidas: quando saio da Itália apresento o passaporte italiano (seja na Itália ou em qualquer outro país da Europa onde eu vou fazer a conexão) e quando entro no Brasil apresento o passaporte Brasileiro.

No retorno para a Europa é a mesma coisa: saindo do Brasil apresento o brasileiro e entrando na Europa apresento o Italiano.

Isso porque, sendo cidadã dos dois países eu tenho o direito (e todos os deveres, obviamente) de transitar livremente em ambos, sem a necessidade de um carimbo no passaporte e uma validade estipulada de estadia em um dos dois países.

18 abril, 2018

Dica de estudos em Italiano!


Buongiorno a tutti!

Assim como muita gente que sai do País para uma experiência no exterior, não vim para a Itália com a língua fluente e ainda estou me dedicando para aprender e falar corretamente.

A internet é uma “mãe” para quem busca o aprendizado... Desde blogs, aplicativos, vídeo-aulas no Youtube e tantas outras opções gratuitas podem ser acessadas de forma gratuita.

Outra opção é matricular-se aqui em um curso de Italiano, gratuito ou não, ou estudar em casa. Eu fiz as duas coisas nesse primeiro ano aqui e, como tudo, encontrei prós e contras.

aprender italiano
Estátua em homenagem a Dante Alighieri, o "pai" da língua italiana, em Verona. Foto minha no verão de 2017

Buscando um curso de língua italiana para estrangeiros

Minha primeira opção foi buscar um curso gratuito de italiano para estrangeiros na região onde moro. Encontrei na paróquia central da minha cidade e um outro oferecido pelo CPIA (Centro Provinciale per l’Istruzione degli Adulti) em parceria com a prefeitura (o CPIA existe em toda a Italia). Ambos com uma taxa anual de inscrição de 20 euros e sem mensalidade. Porém, por ter a cidadania italiana e “não ser uma estrangeira” não pude me matricular. Essa na verdade foi a primeira informação que tive. Dias depois me ligaram e disseram que a informação estava equivocada, mas naquele momento já estava matriculada em um outro local.

15 abril, 2018

Top 5 da adaptação em um novo País


Ciao ragazzi!

Às vésperas de completar 1 ano de residência na Itália parei para pensar em quais foram as maiores dificuldades de adaptação que enfrentei até agora.

Créditos da Imagem: Disney Pixar

Alguns pontos são bem subjetivos como entender o funcionamento dos órgãos públicos, encontrar alimentos semelhantes aos que conhecemos do nosso país de origem, alugar uma casa ou comprar um carro.

Entretanto, outras situações demandam um pouco mais de tempo e empenho para, então, nos sentirmos finalmente adaptados e inseridos. São elas:

Língua
Estudar nunca é demais! Fato é que por mais que chegamos aqui com anos de estudo (o que não foi meu caso, já que estudei apenas 1 ano e meio ainda no Brasil) a fluência só se adquiri convivendo, ouvindo e falando com nativos todos os dias. Continuar estudando é fundamental, seja por conta ou em alguma escola. Na minha opinião (e isso é um parenteses bem particular aqui) não basta apenas “falar”, mas o objetivo deve ser sempre falar corretamente! Além disso, vocabulário e expressões são tão inerentes ao dia a dia que aprendemos muita coisa sem ao menos nos dar conta. De qualquer forma, acho que a língua é um dos pontos cruciais de adaptação, e aqui falamos desde o convívio com os locais até se inserir no mercado de trabalho.

Clima e Estações
Mammamia!!! Talvez uma das maiores necessidades de adaptação para quem vem de São Paulo para a Itália (ou qualquer outro país do hemisfério norte) é atravessar as mudanças de estações no primeiro ano. No verão passado, aqui na Lombardia onde moro, pegamos 42°C com sensação térmica de 52°C (um tanto quanto incomum, porém foi nosso cartão de boas-vindas aqui na Itália). Em contrapartida, tivemos 6 meses de frio, sendo 4 deles beeem frios, com temperaturas sempre no arco de -5°C até 3°C, no máximo. Como já contei AQUI, buscando alternativas corretas tudo fica mais fácil e adaptável. Mas que é difícil é! E mais: sabe aquela história que o frio nos deixa mais mal humorados? Aconteceu muito isso comigo! Hahahaha... No primeiro mês o frio é novidade, no segundo chega a neve com toda a empolgação para um nativo tropical, e no terceiro mês já estamos implorando por um solzinho. Mas ok, faz parte!

03 abril, 2018

Como é voar com a low cost Ryanair!


Ciao a tutti, come va?

Esse fim de semana utilizei pela primeira vez a companhia aérea Ryanair. E, resumidamente, posso dizer que não há nada que desabone, levando em conta, claro, a relação custo benefício.

A Ryanair é uma companhia irlandesa low cost, ou seja, que opera em trajetos de curtas distâncias ligando mais de 30 países europeus com valores reduzidos e, sendo assim, sem serviços adicionais inclusos como por exemplo refeições à bordo.

Como é voar de Ryanair


Minha experiência

Fiz o trecho Milão (Aeroporto de Bergamo) a Timisoara (Romenia) no último fim de semana. Minha viagem foi de três dias e a turismo cultural. Os voos, tanto de ida quanto de volta saíram dos destinos nos horários exatos que estavam marcados. Essa era uma apreensão grande minha, pois nos últimos meses acompanhamos as notícias de centenas de voos da Ryanair cancelados e remarcados devido à greve de pilotos e comissários da companhia. Não tive nenhum problema quanto a atrasos ou cancelamentos.